Periodicidade: Diária

8/4/2020

1/11

1/10

1/8
9wx7mfsuv6n25r209a0dags5s.jpg

1/8

1/11
hqdefault.jpg

onde comer

bannered.png
  • comercioenoticias

Militares da GNR do Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) de Alenquer, no dia 31 de julho, identificaram um ninho de vespa velutina, na localidade de Carregado, concelho de Alenquer.

Após o alerta dado por um popular a informar da existência de vespas velutinas, os militares deslocaram-se ao local e identificaram o ninho numa fase de média dimensão, que se encontrava alojado num ramo de uma árvore de grande porte.

No seguimento das diligências policiais, foi informado o gabinete técnico da Câmara Municipal de Alenquer, que de imediato entrou em contacto com empresa responsável pela recolha e destruição do ninho, para que esta o fizesse no mais curto espaço de tempo possível.

Importa referir que a presença da vespa velutina é uma espécie não indígena, predadora natural das abelhas e outros insetos, o que pode, eventualmente, originar a médio prazo impactos significativos na biodiversidade, em particular nas espécies de vespas nativas e nas populações de outros insetos, representando um risco para a apicultura, para a produção agrícola e para o ambiente, tendo por todos estes riscos, sido classificada, em julho de 2016, como espécie exótica invasora de preocupação para a União Europeia.


PUB.


A deteção ou a suspeita de existência de ninho ou de exemplares de Vespa velutina deverá ser comunicada através de um dos seguintes meios:

Contactar a linha SOS Ambiente e Território - 808 200 520. Neste caso o observador será informado do procedimento a seguir para a efetiva comunicação da suspeita;

Inserção/georreferenciação online do ninho ou dos exemplares de vespa e preenchimento online de um formulário com informação sobre os mesmos, disponível no portal www.sosvespa.pt, acessível a partir dos portais da Direção Geral de Veterinária e Alimentação, do Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária, do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, das Direções Regionais de Agricultura e Pescas, do SEPNA/Guarda Nacional Republicana e das Câmaras Municipais respetivas.


PUB.


  • comercioenoticias

Martim Canavarro, de apenas 16 anos de idade, natural de Santarém, está a fazer sucesso no mundo da moda internacional, tornando-se recentemente a nova cara da campanha Logo Tape, da Calvin Klein, a marca global que seleciona modelos como Kendall Jenner, Bella Hadid e Kate Moss, e celebridades que vão desde Justin Bieber a Maluma, passando por Shawn Mendes.

O jovem scalabitano tornou-se no primeiro modelo masculino de nacionalidade portuguesa a integrar a equipa da Da Banda Model Management, sendo agora protagonista na nova campanha Logo Tape da Calvin Klein.


PUB.


Martim Canavarro viajou até África do Sul para fotografar a campanha realizada por Melanie Garforth Bles (Fotógrafa), Eliza Conlon (Stylist), Mari Ohashi (Cabeleireira) e Matthias van Hooff (Maquilhador).

Em 2019, a Da Banda Model Management alterou a sede para Lisboa e iniciou o scouting no mercado português.

De realçar que Martim Canavarro reside também regularmente em Asseiceira, no concelho de Rio Maior.

Veja aqui o vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=Twe-OMPE4XM




PUB.



O Município de Rio Maior atribuiu um apoio de 260 mil euros à Santa Casa da Misericórdia de Rio Maior para a execução da 1.ª fase do projeto da ERPI-Estrutura Residencial para Idosos, com capacidade para 66 camas, que se encontra em construção junto às atuais instalações daquela entidade.

Entendendo que este é um projeto essencial para dotar o Concelho de infraestruturas para servirem, com qualidade, a população mais idosa e tratando-se de um investimento de monta para a Santa Casa de Rio Maior, num total de € 2.600.000,00, a Câmara Municipal decidiu por unanimidade, na sua última reunião ordinária, atribuir este subsídio, equivalente a 10% do valor global de construção.


PUB.


Este apoio inclui-se na política definida pelo Executivo Municipal para apoio a obras de construção/remodelação de instalações das associações do concelho, que não se encaixam no atual Regulamento de Apoio ao Associativismo Riomaiorense, quer pelo seu valor, quer pelo seu elevado interesse para as populações que pretendem servir.

O apoio será transferido para aquela entidade em 6 pagamentos a efetuar até ao final de 2020, tendo sido hoje concretizada a primeira transferência.


PUB.


©2020 por Comércio & Notícias