Periodicidade: Diária

10/31/2020

coronavirus.jpg

1/10

1/9

1/8

onde comer

1/5
bannered.png
  • comercioenoticias


O comércio e o entretenimento online deram um salto em Portugal devido à abertura de novos espaços e à chegada de plataformas internacionais que estão agora ao alcance dos portugueses.


Os negócios em Portugal agora são online

O e-commerce, ou comércio eletrônico, é uma das indústrias que mais têm crescido nos últimos anos em Portugal e, no início de 2019, já representava mais de 40% do PIB do país. Nesse contexto, as compras realizadas através da internet por consumidores, por empresas e pelo próprio Estado já têm um valor aproximado de 75 mil milhões de euros, segundo estudo da Associação Economia Digital (ACEPI).

A gigante do e-commerce Amazon, por exemplo, possui apenas escritórios focados na área de TI e em cloud computing no país, mas vale ressaltar que desde 2017 as compras realizadas na plataforma espanhola desta empresa têm entrega gratuita em Portugal. O caso da Amazon é apenas um exemplo das múltiplas ferramentas e estratégias que favoreceram o crescimento exponencial do comércio online em Portugal e espera-se que essa tendência continue a aumentar nos próximos anos.


Múltiplas opções de entretenimento

Outro sector que também foi um dos protagonistas da transição para o mundo online em Portugal é o de entretenimento. Um dos maiores nomes do ramo no país é a Netflix. A empresa é bem-sucedida desde a sua chegada a solos lusos, em 2015, uma vez que Portugal é um dos países em que essa plataforma é mais vista em público, seja no café, no restaurante ou no comboio a caminho do trabalho. Os géneros comédia romântica e ficção científica são os preferidos dos portugueses.

Para além do acima exposto, o universo das apostas desportivas, com plataformas como ESC Online, Nossa Aposta ou Betclic, para citar apenas algumas dentre as diversas que podem ser encontradas na internet, também ganhou força no campo do entretenimento online em Portugal e faz parte de um mercado que cresce exponencialmente desde 2015. De acordo com o Serviço de Regularização e Inspeção de Jogos, as apostas desportivas rendem em média 6,7 milhões de euros por dia em Portugal, demonstrando a sua popularidade dentro do país.

















Fonte: Pixabay


O 5G e o futuro online

A quinta geração de tecnologia de telecomunicações, que inclui melhorias para televisão, internet e telefone, já está em fase de teste em Portugal. Com base na situação atual do 5G no país, espera-se que essa tecnologia seja disponibilizada ao público em 2020.

Com a disponibilização do 5G no país, os ramos do comércio electrónico e do entretenimento online irão beneficiar-se, pois essa tecnologia permite desfrutar de melhorias significativas em relação à cobertura, à estabilidade, à segurança e à velocidade nas telecomunicações.

Dessa forma, a segurança nas compras online e a oportunidade de obter melhores e mais variadas opções de entretenimento tornam-se a ponta do iceberg dos avanços nas tecnologias de comunicação. Alguns outros exemplos do progresso e das inovações tecnológicas incluem a Internet das Coisas, videochamadas holográficas, realidade virtual e até mesmo procedimentos médicos remotos.

O comércio e o entretenimento online têm um futuro muito promissor em Portugal graças à imagem positiva que esses sectores têm na atualidade e ao desenvolvimento de tecnologias que facilitam o seu crescimento. Os portugueses estão abertos a inovações e essa postura é algo que beneficia tanto as empresas quanto os clientes.

  • Comercio Noticias

Faleceu no Lar Dr. Calado da Maia, em Rio Maior, a Exma. Senhora D. Ilda Gomes do Carmo Charters, com 91 anos.

Era viúva do Exmo. Senhor José Sousa Charters.

Era residente na Travessa dos Marcelinos, Casal da Pedreira – Rostos.

O corpo encontra-se em câmara ardente na Casa Mortuária dos Rostos.

O funeral realiza-se quarta-feira, 18 de setembro de 2019, às 17:00 horas, na Capela de Rostos.

Logo após a celebração das cerimónias religiosas, sai o cortejo fúnebre e o corpo vai a sepultar no cemitério de Rostos.

A família agradece, desde já, a todas as pessoas das suas relações e amizade, que se dignem acompanhá-la à sua última morada.



  • Comercio Noticias

Xavier Nogueira, de 24 anos de idade, residente em Rio Maior, militar de profissão, apresentou queixa no posto da GNR desta cidade, contra um alegado segurança da empresa SMA – Segurança Privada, Lda., argumentando que este o terá agredido na madrugada do passado dia 8 de setembro, no recinto de espetáculos da FRIMOR 2019, evento que decorreu em Rio Maior entre os dias 5 e 9 de setembro.

Ao Comércio & Notícias, Xavier Nogueira relatou como tudo começou: “Cerca das 02h00 da madrugada, de sábado para domingo, eu estava acompanhado com uns amigos junto a um dos bares do recinto, quando perto de nós dois outros jovens, que eu não conhecia, se envolveram numa zaragata. Ainda antes de perceber bem o que estava a acontecer levei dois murros de um suposto segurança que originaram que desmaiasse. E digo suposto segurança porque não estava fardado como os restantes, apenas tinha uma camisola preta e um cartão ao peito a dizer ORGANIZAÇÃO”.

O relato que se segue é da mãe de Xavier Nogueira, que à nossa reportagem contou que um amigo e uma amiga do seu filho foram em seu auxílio, mas acabaram agredidos também, “ela levou um murro na nuca, e ele um pontapé e um soco”, revelou a progenitora, acrescentando: “Achava que a segurança era para manter a ordem e não agravar a desordem. Sim porque este individuo não entrou para acalmar, mas sim para esmurrar quem lhe apareceu à frente”.

Cláudia Valada, a mãe do jovem agredido, não cala a sua revolta, e expressou-se já nas redes sociais: “Não sou mais mãe que ninguém nem o meu filho, mais filho que nenhum outro, mas é o meu e é um miúdo 10 estrelas, amigo do seu amigo, o melhor filho que se pode ter, nada conflituoso, não se mete em problemas”, relata, acrescentando ainda: “Na procura de respostas, foi-me dito, ah e tal estava no sítio errado à hora errada!! Não aceito, o meu filho estava no sítio certo, numa festa da sua cidade, a divertir-se como é suposto fazerem os jovens da idade dele. Ah e tal estavam bêbados, mentira não estavam”, garante a mãe.

O Comércio & Notícias contactou a Câmara Municipal de Rio Maior, entidade responsável pela organização do evento, em parceria com a Associação Empresarial do Concelho de Rio Maior, tendo o seu Presidente, Filipe Santana Dias, confirmado a ocorrência, referindo que a autarquia pediu de imediato um relatório à empresa de segurança, tendo remetido à GNR o referido relatório, aguardando agora o resultado das investigações das forças da autoridade.

Fonte da GNR confirmou ao Comércio & Notícias que o jovem apresentou queixa na manhã seguinte, no posto territorial local, e que o caso está a ser investigado e irá seguir os seus trâmites legais.

Contactada também a supervisora da empresa SMA – Segurança Privada, Lda., sediada em Setúbal, a mesma limitou-se a afirmar que “tudo o que tinha a dizer já disse à GNR”.

Entretanto, quem não se conforma com toda esta situação é Xavier Nogueira, que nos garantiu que irá levar este caso até às últimas instâncias.


©2020 por Comércio & Notícias