Periodicidade: Diária

9/17/2021

chamus-campa.jpg
coronavirus.jpg

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/8

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/8

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/8
242073858_400195791632769_9178108481245853053_n.jpg
Lino Martins - site
Lino Martins - site

press to zoom
Bicharada - Site
Bicharada - Site

press to zoom

press to zoom
Lino Martins - site
Lino Martins - site

press to zoom
1/9
Extreme Peste - Site
Extreme Peste - Site

press to zoom

press to zoom

press to zoom
Extreme Peste - Site
Extreme Peste - Site

press to zoom
1/8
bannered.png
NOVO SANTA CASA - COVID.jpg
Gina Morais.png
RIOGRAFICA.jpg

onde comer

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/10
telefonesuteis.jpg

Foi hoje, dia 17 de setembro, assinado no Edifício dos Paços do Concelho um Protocolo de Cooperação entre o Município do Entroncamento, o CADE – Clube Amador de Desportos do Entroncamento e o EAC – Entroncamento Atlético Clube, representados pelo Presidente da Câmara Municipal, Jorge Faria e pelo Presidente do CADE João Lopes de Abreu e o Presidente do EAC, Paulo Costa.

Este protocolo estabelece as bases de cooperação entre o CADE e o AEC, com a mediação e supervisão do Município do Entroncamento, para o acompanhamento e desenvolvimento do futebol de formação e competição no concelho.

Com base neste protocolo o CADE tem a responsabilidade exclusiva de formar, definir normas de orientação e funcionamento e prosseguir com todos os escalões de formação de futebol masculino e feminino, sem ou com competição, desde as designadas “escolinhas” ou “petizes” até ao escalão Juniores B (Juvenis incluídos) e também todos os escalões de futsal feminino.


PUB.


O EAC, fica de acordo com o protocolo, com a responsabilidade exclusiva de formar, definir normas de orientação e funcionamento e prosseguir com o escalão de Juniores Masculinos, o escalão de Seniores masculinos e/ou femininos, com exceção dos escalões de futsal.

Ambos os clubes poderão formar e manter em funcionamento equipas de futebol de veteranos ou Velhas Guardas.

A assinatura do protocolo hoje realizada enquadra-se na política de promoção da prática desportiva do Município do Entroncamento.


PUB.


8 visualizações0 comentário

Uma parceria entre a DaVita Portugal e a Santa Casa da Misericórdia de Rio Maior vai permitir que os doentes renais tenham acesso a hemodiálise em Rio Maior. A nova clínica de hemodiálise da DaVita Portugal em Rio Maior vai dar a oportunidade aos doentes de fazerem o tratamento perto das suas casas, evitando deslocações para instalações fora do concelho.

Rio Maior não dispunha de uma infraestrutura para a realização de tratamentos de hemodiálise, mas agora, afirma Paulo Dinis, Diretor-Geral da DaVita Portugal, “a clínica está pronta e pode começar a funcionar assim que o pedido de convenção, submetido à Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT), nos for concedido.”

O Responsável da DaVita Portugal considera que a clínica “vai trazer muitos benefícios para o concelho, sobretudo para os doentes, que tinham de fazer deslocações longas semanais para realizar o tratamento, e para as suas famílias; assim como para a Tutela, no que a custos de deslocação diz respeito. Além disso, vão ser criados novos postos de trabalho”.

A clínica possui capacidade para dar assistência a um total de 84 doentes por semana, e a DaVita Portugal indica que é equipada com tecnologia inovadora.


PUB.


“A Santa Casa da Misericórdia de Rio Maior considera que a instalação da Clínica é muito importante para a comunidade riomaiorense, pois os doentes que necessitem de efetuar o seu tratamento não têm de se deslocar para outra localidade”, afirma Maria José Figueiredo, Provedora da Santa Casa da Misericórdia de Rio Maior.

A provedora acrescenta: “A Santa Casa da Misericórdia de Rio Maior iniciou a negociação com a empresa Eurodial, para o arrendamento de espaço, para a instalação de uma Clínica de Hemodiálise, no edifício da sua sede em Rio Maior. Depois de um período inicial, celebrou o respetivo contrato e, em 2019, foram iniciadas as obras que terminaram no ano em curso. Aguarda com expetativa o seu funcionamento, que só está dependente da conclusão do processo de concessão da convenção pela ARSLVT à empresa Eurodial, pertencente ao Grupo DaVita Portugal”

Para a Santa Casa da Misericórdia de Rio Maior “a receita a receber pelo arrendamento é de extrema importância para a sustentabilidade da Instituição. Presentemente, realiza o maior investimento da sua existência, uma Estrutura Residencial para Pessoas Idosas, de avultado valor, pelo que, mais uma receita, torna menos difícil o pagamento dos encargos presentes e futuros com o seu funcionamento.”

A doença renal crónica é provocada pela deterioração lenta e irreversível da função renal. Como consequência, existe retenção no sangue de substâncias que normalmente seriam excretadas pelo rim, resultando na acumulação de produtos metabólicos tóxicos no sangue (azotemia ou uremia). Nas fases mais avançadas as pessoas com esta doença necessitam de realizar regularmente um tratamento de substituição da função renal que poderá ser a hemodiálise, a diálise peritoneal ou o transplante renal.


PUB.



142 visualizações0 comentário
  • comercioenoticias

Está a começar mais uma época dos programas + Ativo e + Sénior, promovendo a saúde, o bem-estar físico e psíquico através da sensibilização para a prática de atividade física, como instrumento fundamental para uma vida saudável e equilibrada.

Estes programas proporcionam à população do concelho de Rio Maior uma prática de atividade física regular, devidamente orientada por um técnico de exercício físico.

As sessões decorrem duas vezes por semana com a duração de 45 minutos nas várias freguesias do concelho.

As inscrições já estão a decorrer, estando o início das aulas agendado para o dia 4 de outubro.

Para a inscrição são necessários os seguintes documentos:

Apresentação do cartão de cidadão;

Ficha de inscrição preenchida;

Pagamento da inscrição no valor de 5€.


PUB.


Locais de Inscrição:

Centros de Rio Maior: Secretaria do Complexo de Piscinas

2ª a 6ª das 8:00 às 15:00

Sáb. das 14:00 às 18:30

Dom. das 9:00 às 13:00

Centros nas Freguesias: até 30 Setembro, nas Juntas de Freguesia, no seu horário de funcionamento e na Secretaria do Complexo de Piscinas (no horário já mencionado).

Após o início das aulas as inscrições são feitas diretamente com os professores de cada turma.

Regulamento disponível para consulta, fichas de inscrição e horários, no site www.desmor.pt


PUB.




128 visualizações0 comentário