Periodicidade: Diária

11/24/2020

coronavirus.jpg

1/9

1/9

1/8

1/7

onde comer

bannered.png

Um total de 158 pessoas, 111 utentes e 47 trabalhadores do Centro de Bem Estar Social de Minde, em Alcanena (Santarém), estão infetadas com o novo coronavírus, tendo ocorrido duas mortes na sexta-feira, disse fonte do município

A presidente da Câmara Municipal de Alcanena, Fernanda Asseiceira, disse hoje à Lusa que, no fim de semana, terão ocorrido mais três mortes, informação que está ainda em confirmação.

Segundo a autarca, o surto nesta instituição, que tem uma lotação máxima próxima de 130 utentes, surgiu no início de novembro, depois de uma idosa ter sido submetida ao teste ao SARS-CoV-2 quando foi internada no Centro Hospitalar do Médio Tejo.

“Os primeiros resultados conhecidos no fim de semana de 07 e 08 de novembro apontaram para meia dezena de casos, o que deixou a expectativa de que o surto seria confinado”, disse.

Contudo, uma semana mais tarde, os testes revelaram que o surto se tinha propagado, com 91 utentes e 34 funcionários a terem testes com resultado positivo, valor que os resultados da nova testagem realizada na passada sexta-feira e conhecidos no domingo revelaram ter crescido para os 111 utentes e 47 trabalhadores, disse.

Apenas 12 utentes continuaram a ter resultado negativo no teste, mantendo-se isolados dos restantes, adiantou.


PUB.


O lar dispõe de dois edifícios, um mais antigo, de rés-do-chão, e outro, com três pisos, tendo o surto alastrado aos dois espaços, disse Fernanda Asseiceira, sublinhando as “excelentes condições” existentes nesta instituição.

A autarca afirmou que os familiares das funcionárias têm igualmente sido submetidos a testes, sendo feito um apelo para que se mantenham em confinamento, independentemente de os resultados serem positivos ou negativos, de forma a evitar que o surto se propague na comunidade.

A assistência aos idosos está a ser garantida com o apoio de recursos humanos da Brigada de Intervenção Rápida da Segurança Social, de uma associação de Lisboa que, a pedido do município, procedeu à higienização e desinfeção do lar, e de candidaturas apresentadas pela instituição junto do centro de emprego, adiantou.


PUB.




Uma mulher com cerca de 70 anos de idade morreu hoje, 23 de novembro, quando realizava uma queimada num terreno agrícola na localidade de Cabeça Gorda, na União de Freguesias de Aldeia do Mato e Souto, concelho de Abrantes.

O alerta foi dado, por populares, pelas 12.35 horas e, quando os Bombeiros Voluntários de Abrantes chegaram ao local encontraram a vítima carbonizada.


PUB.


O corpo da idosa foi encaminhado para a morgue do Hospital de Abrantes.

Para além dos bombeiros de Abrantes, estiveram também no ainda a GNR e a Polícia Judiciária.


PUB.



A direção do Lar Fausta Sequeira Nobre, localizado na Calçada do Teatro em Rio Maior, emitiu esta segunda-feira um comunicado onde agradece as inúmeras mensagens, palavras de ânimo, alento e coragem que têm chegado à instituição após conhecimento do surto de Covid-19 registado na última sexta-feira, o qual está a afetar 13 utentes e três funcionários.

“As palavras de conforto têm sido os alicerces do ambiente sereno que temos vivido nos últimos dias, apesar da preocupação constante”, refere a direção do lar, que acrescenta: “Sabermos que a nossa comunidade está connosco e encoraja-nos, diariamente, a estarmos unidos e fortes no combate a esta pandemia”.

Neste comunicado pode também ler-se que “a adaptação aos procedimentos do plano de contingência está feita. Os Utentes estão calmos. A rotina de vida do nosso Lar continua…”, referindo que “a equipa de enfermagem, as médicas, as trabalhadoras e a diretora técnica têm sido verdadeiros heróis”.


PUB.


Entretanto, o lar tem estado em constante contacto com os familiares dos utentes infetados para os manter informados do desenrolar da situação.

O Lar fez ainda saber que os utentes que testaram positivo à Covid-19 mantém-se assintomáticos e que durante o dia de hoje decorreram trabalhos de desinfeção nas suas instalações.

A finalizar, o Lar Fausta Sequeira Nobre apela à compreensão de todos, “deixamos a certeza que continuaremos com zelo e diligência a cumprir a nossa missão, a missão de proteger os ‘Nossos’, a missão de proteger e fortalecer a nossa casa”.


PUB.


©2020 por Comércio & Notícias