Periodicidade: Diária

5/9/2021

170126998_3992443660791928_5861069096660
coronavirus.jpg

1/9

1/9

1/5
p000029710.jpg
Bicharada - Site
Bicharada - Site

Bicharada - Site
Bicharada - Site

1/8

1/8

onde comer

bannered.png

1/10
Centro Médico de Rio Maior.jpg
Gina Morais.png
RIOGRAFICA.jpg
telefonesuteis.jpg
  • comercioenoticias

O concelho de Rio Maior não registou hoje novos casos do vírus SARS-COV-2, num dia em que também não há registo de recuperações, mantendo-se os mesmos 8 casos ativos.

Até à data de hoje, 9 de maio, foram reportados no concelho de Rio Maior 2.410 casos de Covid-19, sendo que destes 2.350 estão já recuperados. O número de infeções ativas é de 8, havendo a lamentar até ao momento 52 vítimas mortais, 46 delas referente a pessoas idosas, cinco de pessoas na casa dos sessenta anos, e o outro na casa dos cinquenta.

Segundo o Agrupamento dos Centros de Saúde da Lezíria no concelho de Rio Maior encontram-se hoje 47 pessoas em vigilância ativa, precisamente o mesmo número de ontem.

No Distrito de Santarém registaram-se hoje apenas 8 novos caso de Covid-19, 7 na região da Lezíria do Tejo (3 em Coruche, 2 na Golegã e 1 no Cartaxo e Alpiarça) e 1 no Médio Tejo, no concelho de Tomar.


PUB.


Abrantes é o concelho do Distrito de Santarém com mais casos ativos (44), seguindo-se-lhe Tomar (16), Ourém (13) e Golegã (12).

Chamusca, Constância e Benavente já não têm qualquer caso ativo.

Existe agora um total de 149 casos ativos no Distrito de Santarém, 55 na Lezíria do Tejo e 94 no Médio Tejo.

O concelho de Santarém é o que tem o número total de casos mais elevado do distrito (4.413), seguindo-se Ourém com 3.027, Tomar 2.503, Rio Maior 2.410 e Torres Novas com 1.992. No lado inverso encontram-se os concelhos de Constância com 164 casos, Sardoal 183 e Golegã 281.

No distrito de Santarém o número total de casos de Covid é de 27.982, havendo a lamentar até ao momento 858 óbitos.

A nível nacional há hoje registo de mais uma morte associada à pandemia, tendo sido reportados mais 324 novos casos. Houve hoje mais 270 recuperados.


PUB.


68 visualizações0 comentário
  • comercioenoticias

O concelho de Rio Maior não registou hoje novos casos do vírus SARS-COV-2, num dia em que também não há registo de recuperações, mantendo-se os mesmos 8 casos ativos.

Até à data de hoje, 8 de maio, foram reportados no concelho de Rio Maior 2.410 casos de Covid-19, sendo que destes 2.350 estão já recuperados. O número de infeções ativas é de 8, havendo a lamentar até ao momento 52 vítimas mortais, 46 delas referente a pessoas idosas, cinco de pessoas na casa dos sessenta anos, e o outro na casa dos cinquenta.

Segundo o Agrupamento dos Centros de Saúde da Lezíria no concelho de Rio Maior encontram-se hoje 47 pessoas em vigilância ativa, precisamente o mesmo número de ontem.

No Distrito de Santarém registaram-se hoje apenas 2 novos caso de Covid-19, ambos na região do Médio Tejo, um no concelho de Alcanena e outro em Vila Nova da Barquinha.


PUB.


Abrantes é o concelho do Distrito de Santarém com mais casos ativos (44), seguindo-se-lhe Tomar (15), Ourém (13) e Golegã (10).

Chamusca, Constância e Benavente já não têm qualquer caso ativo.

Existe agora um total de 141 casos ativos no Distrito de Santarém, 48 na Lezíria do Tejo e 93 no Médio Tejo.

O concelho de Santarém é o que tem o número total de casos mais elevado do distrito (4.413), seguindo-se Ourém com 3.027, Tomar 2.502, Rio Maior 2.410 e Torres Novas com 1.992. No lado inverso encontram-se os concelhos de Constância com 164 casos, Sardoal 183 e Golegã 278.

No distrito de Santarém o número total de casos de Covid é de 27.974, havendo a lamentar até ao momento 858 óbitos.

A nível nacional há hoje registo de mais duas mortes associada à pandemia, tendo sido reportados mais 406 novos casos. Houve hoje mais 565 recuperados.


PUB.


269 visualizações0 comentário

O Tribunal da Nazaré condenou um homem de 54 anos de idade, pela prática de um crime de coação sexual agravado, a uma pena suspensa de dois anos de prisão, pelo crime de coação sexual agravado, cometido sob a enteada de 12 anos de idade.

Segundo a Procuradoria da República da Comarca de Leiria, o tribunal considerou provado que “o arguido, no dia 1 de julho de 2019, no interior da residência onde coabitava com a vítima, de 12 anos, filha da sua mulher, constrangeu a menor a manter com ele um ato de cariz sexual”.


PUB.


O arguido foi, também, condenado na pena acessória de proibição de confiança de menores e inibição de responsabilidades parentais, pelo período de 5 anos, e no pagamento de uma indemnização por danos não patrimoniais a favor da vítima, no montante de dois mil euros, na sequência do pedido de indemnização civil deduzido pelo Ministério Público, em representação da menor.

A sentença, proferido a 22 de abril, ainda não transitou em julgado.

O processo, na fase de inquérito, foi dirigido pelo Ministério Público da 1ª Secção do Departamento de Investigação e Ação Penal de Leiria, com a coadjuvação do Departamento de Investigação Criminal de Leiria da Polícia Judiciária.


PUB.




189 visualizações0 comentário