Periodicidade: Diária

6/3/2020

1/11

1/9
98441382_2636934726577165_91193342881295

1/9
transferir.jpg

onde comer

bannered.png
  • comercioenoticias

Dois idosos, utentes de um lar em Casével, morreram esta quarta-feira, 3 de junho, com Covid-19. As vítimas estavam internadas no Hospital de Santarém.

Saliente-se que também só hoje foi contabilizada a morte de um outro idoso, a qual já ocorreu no dia 27 de maio. Com mais estas três mortes o concelho de Santarém regista já sete óbitos provocados pelo novo coronavírus.


PUB.


Para além destes 7 casos de morte no concelho de Santarém, o Distrito registo mais 13 vítimas mortais, 3 em Coruche, 2 em Benavente e em Salvaterra de Magos, e um em Alcanena, Almeirim, Alpiarça, Cartaxo, Chamusca e Tomar.

De realçar que nesta quarta-feira ficaram a ser conhecidos 7 novos casos no Distrito, 2 em Santarém e um nos concelhos de Abrantes, Alcanena, Entroncamento, Ourém e Torres Novas.

O número total de casos confirmados é agora 674, estando 419 já recuperados da infeção.


PUB.


  • comercioenoticias

Era um desejo antigo da população de Salir de Porto que agora vai ser concretizado

Parte da verba para as obras de recuperação da Capela de “Sant’Ana” foi obtida através de uma candidatura ao “Programa Operacional MAR 2020”, promovida pela Fábrica da Igreja Paroquial de Nossa Senhora da Conceição. O restante dinheiro foi angariado pelo esforço conjunto de elementos da paróquia, patriarcado, população de Salir do Porto e dos seus emigrantes, principalmente residentes nos Estados Unidos da América.

Local de grande valor sentimental e patrimonial para a população de Salir, estas obras vão recuperar a capela, que está bastante degradada, mas também revitalizar a área envolvente e possibilitar a reutilização do espaço para eventos religiosos, nomeadamente peregrinações.

A “Capela de Santa Ana” situa-se no Monte Santana, em Salir do Porto, precisamente no promontório da barra de São Martinho do Porto, lugar ermo mas com uma localização e vista singulares sobre o mar e sobre a baía.


PUB.


Terá sido construída durante o século XII, sendo um lugar territorial de grande significado social e cultural. Comparando com edifícios religiosos da mesma época, esta segue a mesma tipologia arquitetónica e é apontada como o edifício religioso mais antigo do concelho de Caldas da Rainha.

Em torno da capela circulam várias lendas e histórias. Por exemplo, que teriam sido os cruzados, devotos a Santa Ana, a erigir a Capela e a dar o mesmo nome ao monte. Outra, aponta que este era o local de despedida dos pescadores e suas famílias. Local de culto, aqui também se realizavam celebrações religiosas.

Como a população de Salir do Porto foi sempre dedicada à pesca e à navegação, os familiares dos pescadores iam até àquela Capela despedir-se, e também ver chegar os seus entes queridos embarcados, rogando preces a Nossa Senhora. Era tradição fazer-se uma procissão/romaria do centro de Salir do Porto até a Capela de Santa Ana, algo que hoje já não se pratica.

Reabilitar o edifício da forma mais próxima possível do traçado original e recuperar algumas destas tradições é agora o objetivo.


PUB.


  • comercioenoticias

A escolha de Portugal para acolher estágios de atletas brasileiros, devido à pandemia de covid-19, é importante para o país do ponto de vista econômico e desportivo, considerou o presidente do Comité Olímpico de Portugal (COP).

“Estes estágios vão permitir o encaixe de uma receita financeira importante, e podem ser uma oportunidade importante para que atletas brasileiros e portugueses trabalhem em conjunto na preparação”, afirmou José Manuel Constantino.

O presidente do COP admitiu ter sido contactado recentemente pelo seu homologo do Comitê Olímpico do Brasil, Paulo Wanderley Teixeira, sobre a escolha de Portugal para os estágios de cerca de 200 atletas olímpicos, impedidos de treinas no seu país devido à pandemia de covid-19.

O presidente do COP lembrou que no início do atual ciclo olímpico, em 2017, o líder do Comité Olímpico Brasileiro visitou Portugal para “averiguar as condições do país para acolher a preparação de alguns atletas, tendo em conta, sobretudo, a preparação para os Jogos Olímpicos Paris2024”.

Segundo José Manuel Constantino, o Complexo Desportivo de Rio Maior (DESMOR) deverá “centrar a maior parte dos estágios”, que deverão incluir, pelo menos, as modalidades de natação e judo.

O presidente do COP afirma que o Brasil já tem “tradição em fazer preparação em Portugal, nomeadamente no triatlo” e lembra também que o país é muitas vezes escolhido para estágios internacionais de outras modalidades, dando como exemplo o remo e a canoagem.

José Manuel Constantino referiu ainda que no início do atual ciclo olímpico, em 2017, o presidente do COB visitou Portugal para estudar a possibilidade de realizar no país parte da preparação para os Jogos Olímpicos Paris2024.


PUB.


“Atendendo à impossibilidade de treinarem agora no Brasil, e à incerteza quanto a datas de regresso à normalidade, houve uma antecipação dessa preparação já para os Jogos de Tóquio [adiados para o verão de 2021], disse o presidente do COP.

A presidente da DESMOR, Diva Cobra, confirma a existência de negociações com o COB para a realização destes estágios, desconhecendo, para já, as modalidades que vão ser abrangidas.

“Desde 2010 que somos uma base de treino de atletas brasileiros e sabemos que eles querem trazer atletas para a Europa, de forma a não hipotecar a preparação dos Jogos Tóquio2020 e Paris2024”, disse Diva Cobra.

A responsável garantiu ainda que as negociações envolvem protocolos médicos rigorosos, com ações nos dois países, devido à pandemia.

O COB anunciou na segunda-feira que Portugal foi o primeiro país europeu escolhido para acolher estágios de atletas olímpicos brasileiros, impedidos de treinar nas melhores condições no seu país devido à pandemia de covid-19.

Devido à pandemia de covid-19, declarada em 11 de março, os Jogos Olímpicos Tóquio2020 foram adiados para o verão de 2021, e as competições desportivas de quase todas as modalidades foram disputadas sem público, adiadas ou canceladas.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 373 mil mortos e infetou mais de 6,2 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Os Estados Unidos são o país com mais mortos (105.099) e mais casos de infeção confirmados (mais de 1,8 milhões).

Seguem-se o Reino Unido (39.045 mortos, mais de 276 mil casos), Itália (33.475 mortos, mais de 233 mil casos), o Brasil (29.937 mortes e mais 526 mil casos) França (28.833 mortos, mais de 189 mil casos) e Espanha (27.127 mortos, mais de 239 mil casos).

Portugal contabiliza pelo menos 1.447 mortos associados à covid-19 em 33.261 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) divulgado hoje.


PUB.


©2020 por Comércio & Notícias