Periodicidade: Diária

4/20/2021

empresa_01.jpg
coronavirus.jpg

1/9

1/9

1/5

1/8

onde comer

bannered.png

1/10

O Campo de Futebol do Livramento em Pernes, que apresenta já alguma degradação decorrente da constante utilização por parte dos atletas do Atlético Clube de Pernes, vai receber um novo relvado sintético.

O Município de Santarém, seguindo a sua aposta de recuperação e manutenção das Instalações Desportivas do Concelho, aprovou ontem, 19 de abril, um apoio financeiro extraordinário de 120.000€ ao Atlético Clube de Pernes, garantindo assim a possibilidade de se colocar um novo relvado no campo e aumentar a oferta de instalações desportivas de qualidade em todo o concelho.


PUB.


Para além desta intervenção, outras Instalações Desportivas do concelho vão ser requalificadas em breve, como é exemplo a substituição do relvado sintético do Campo da Escola Superior Agrária e as requalificações do Campo da Ribeira de Santarém e do Campo de Rugby na Ex-EPC.


PUB.


18 visualizações0 comentário
  • comercioenoticias

Faleceu na sua residência o Sr. Armando dos Santos, com 88 anos.

Era natural da freguesia e concelho de Rio Maior, e residente em Rua da Associação, Vale de Óbidos, Rio Maior.

Era viúvo da Sra. D. Maria Joaquina Jesus Costa.

A cerimónia fúnebre realiza-se Quarta-feira, 21 de Abril de 2021, às 11:30 horas, na Igreja da Misericórdia de Rio Maior, seguindo para o Cemitério de Rio Maior, Concelho de Rio Maior.

A família cumpre o dever de agradecer, a todas as pessoas que acompanharem, o seu ente querido à sua última morada.

Medidas de Prevenção Covid-19: Recomendamos o uso máscara e que seja mantida a distância de segurança entre as pessoas.

De acordo com Resolução do Conselho de Ministros n.º 70-A/2020 a realização de funerais está condicionada à adoção de medidas organizacionais, a determinar pelas autarquias locais que exerçam os poderes de gestão dos cemitérios, e que não pode haver exclusão no funeral, apesar do limite de presenças fixado, de cônjuge ou unido de facto, ascendentes, descendentes, parentes ou afins.

334 visualizações0 comentário
  • comercioenoticias

A Câmara Municipal aprovou, por unanimidade, na passada reunião de dia 5 de abril, a abertura do procedimento para a empreitada das obras de requalificação da Escola Secundária do Cartaxo, naquele que é o mandato, dos últimos dez anos, com maior investimento na área da educação, num total de 3 milhões de euros.

O projeto de requalificação da Escola Secundária, financiado a 85% por fundos comunitários, prevê intervenções que visam corrigir problemas de edificação, como a substituição das redes e infraestruturas existentes e a adequação das condições de conforto e salubridade. Mas pretende, também, dotar a escola de novos espaços que permitam dar uma resposta, com eficácia física e funcional, a toda a comunidade educativa, numa perspetiva de criar condições para a prática de um ensino moderno, , inclusivo e estimulante, adaptado aos conteúdos programáticos, às didáticas e às novas tecnologias de informação e comunicação.

Pedro Magalhães Ribeiro, presidente da Câmara Municipal do Cartaxo, destaca que esta é a grande conquista deste mandato, “só possível com a abertura que encontrámos neste governo, e no anterior, para que se pudesse chegar a uma solução”. Com um investimento de fundos municipais superiores a 100 mil euros, as obras de requalificação da Escola Secundária, com conclusão prevista para 2022, representam aquilo que é “uma aposta clara deste executivo na área da educação” salientando que “esta obra que foi adiada, por demasiado tempo, por diferentes Governos, é uma prioridade para todo o concelho do Cartaxo, uma vez que é esta a escola que garante aos jovens do concelho o acesso ao ensino secundário, bem como a outras vertentes do ensino profissionalizante.”


PUB.


A requalificação da Escola Secundária do Cartaxo é, segundo o autarca “um esforço conjunto entre todos os envolvidos para devolver as condições dignas, necessárias e essenciais, a um estabelecimento de ensino desta dimensão”. Com um investimento de 115 751,35 euros por parte do Ministério da Educação, verbas municipais de 115 751,35 euros e o apoio de Fundos Comunitários no valor de 1 311 849 euros, as obras de requalificação contemplam as seguintes intervenções:

• Requalificação das salas no que refere à pintura de paredes, pavimentação e melhoramento de condições térmicas (estores, vidros duplos, etc.);

• Adaptação de uma sala de aula a auditório;

• Requalificação/modernização das salas de Unidade multideficiência/autismo;

• Pintura do edifico e espaços exteriores;

• Requalificação do espaço exterior desportivo ampliando as valências existentes, com a implementação de um campo sintético que permita melhores condições da atividade física desportiva e possa, também, ser usufruído por toda a comunidade;

• Recuperação/substituição de canalizações, telecomunicações e eletricidade.

Jorge Tavares, diretor do Agrupamento de Escolas Marcelino Mesquita do Cartaxo, considera que este é um momento de extrema importância toda a comunidade, “é com agrado que vejo o concurso público para a requalificação e modernização do edifício da Escola Secundária ter ido a sessão de Câmara Municipal e ter sido aprovado de forma unânime. Foi um processo que teve o meu envolvimento pessoal desde 2017 e que contou com o apoio incondicional e necessário da Assembleia Municipal e da Câmara Municipal do Cartaxo, bem como do governo. A causa era maior”. Paulo Ferreira, Presidente da Associação de Pais do Agrupamento Marcelino Mesquita do Cartaxo, salienta a importância da “realização urgente das obras na Escola Secundária do Cartaxo, para melhorar as condições de habitabilidade da mesma. Com 40 anos de existência, a Escola Secundária necessita de reparações e substituições na parte elétrica e na parte de canalização, entre outras. É necessário que a escola esteja bonita, ela é também a nossa casa.”

Pedro Magalhães Ribeiro destaca, ainda, que toda a intervenção “foi pensada para que a memória e identidade da escola fosse preservada. A escola secundária tem um conjunto de intervenções que fizeram deste espaço, ao longo dos anos, um espaço de memória e identidade coletiva. Há ali um grande trabalho realizado, de grande qualidade artística - que conta a história de várias gerações –, que deve ser preservado”.


PUB.


12 visualizações0 comentário

©2021 por Comércio & Notícias